Tuesday, May 19, 2009

Momento Poético do Dia

 
O Silêncio
 
Bendito sejas tu, ó silêncio fecundo,
Inspirador das almas mais santas do Mundo!
Tu que vives na paz dos campos, nas montanhas,
Onde o dia amanhece e a noite vem sem ruídos,
E a vida desconhece os gritos, os gemidos
Das dores mais estranhas!
Louvado sejas tu! Tudo o que é puro e nobre…
 
- António Nobre
 
Post a Comment