Sunday, February 28, 2010

Frase da Semana

A política pára à beira da água.
– George Washington

Humor Machista da Semana


A bigamia consiste em ter uma mulher a mais. A monogamia é a mesma coisa.
- Oscar Wilde

Poema da Semana


O Assobio da Cobra


Às vezes, fico tenso,


Fico "penso, logo é triste"
Fico sem voz e sem gosto
Com vontade de morder
As tuas maçãs do rosto
Até chegar ao caroço.
Ser o arrepio do osso,
Cobra de água de cisternas,
Subir pelas tuas pernas,
Provocar um alvoroço

Ser o dono da risada,
Do ai-ai, não digas nada,
Que eu tropeço na vontade
Mando às malvas a prudência,
Ganho fama na cidade
Mas acabo mastigando,
Remoendo e relembrando
O sabor da existência

Ás vezes, fico leve,
Fico "penso, logo é breve"
Fico solto de alegria
E as tuas maçãs do rosto
Penso, logo já mordia!
É o assobio da cobra,
Que se dobra e se desdobra,
Na redonda melodia
E tu dizes "já sabia!
Já sabia que caía"

No mar da tua risada,
No ai-ai, não digas nada,
Que eu tropeço na vontade,
Mando às malvas a prudência,
Ganho fama na cidade
Mas acabo mastigando,
Remoendo e relembrando
O sabor da existência


- Manuel Paulo - correcção em 2010-02-29: João Monge (com o meu muito obrigado ao comentador anónimo). 

Provérbio da Semana


Haja fartura, que a fome ninguém a atura.

Vinho da Semana


A penicilina cura os homens, mas é o Vinho que os torna felizes.

 - A. Flemming, Nobel da Medicina

Frase do Milénio

Humor da Semana


(Quem disse que toda a piada de Joãozinho tem que ser indecente?)

Sócrates foi a uma escola conversar com as criancinhas, acompanhado de uma comitiva.

Depois de apresentar todas as maravilhosas realizações de seu governo, disse às criancinhas que iria responder a perguntas.

Uma das crianças levantou a mão e Sócrates perguntou:

- Qual é o seu nome, meu filho?
- PAULINHO. (lembre-se bem deste nome)
- E qual é a sua pergunta?
- Eu tenho três perguntas:

1ª) Onde estão os 150.000 empregos prometidos na sua campanha eleitoral?
2ª) Quem meteu ao bolso o dinheiro do Freeport?
3ª) O senhor sabia dos escândalos do Face Oculta?

Sócrates fica desnorteado, mas neste momento a campaínha para o recreio toca, ele aproveita e diz que responderá depois do recreio.

Após o recreio, Sócrates diz:

- Porreiro Pá, onde estávamos? Acho que eu ia responder a perguntas. Quem tem perguntas?

Um outro garotinho levanta a mão e Sócrates aponta para ele.

- Pode perguntar, meu filho. Como é o seu nome?
- Joãozinho, e tenho cinco perguntas:

1ª) Onde estão os 150.000 empregos prometidos na sua campanha eleitoral?
2ª) Quem meteu ao bolso o dinheiro do Freeport?
3ª) O senhor sabia dos escândalos do Face Oculta?
4ª) Por que é que a campaínha do recreio tocou meia hora mais cedo?
5ª) Onde está o PAULINHO??

A.D., email gentilmente enviado por um amigo meu.

Pensamento por email da Semana



Dedicado a todos os adultos contemporâneos

Dizem que todos os dias devemos comer uma maçã por causa do ferro e uma banana por causa do potássio.

Também devemos comer uma laranja por causa da vitamina C e uma chávena de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.

Todos os dias devemos beber dois litros de água (sim, e depois uriná-los, o que requer o dobro do tempo que perdemos para os beber).

Todos os dias devemos comer um Actimel ou um iogurte por causa dos "L. Casei Immunitas", que ninguém sabe muito bem o que raio é, porém parece que se não engoles pelo menos um milhão e meio destas bactérias todos os dias, começas a ver desfocado.

Todos os dias devemos tomar uma aspirina para prevenir os enfartes e um copo de vinho tinto, também para prevenir os enfartes. E um outro copo de vinho branco porque faz bem ao sistema nervoso. E um de cerveja que já não me recordo para que é. Se os bebes todos juntos podes ter uma hemorragia cerebral mas não te preocupes porque nem te vais dar conta.

Todos os dias devemos comer alimentos ricos em fibras. Muitas, muitas fibras... até que consigas defecar um camisolão de lã.

Devemos fazer entre 4 a 6 refeições por dia, ligeiras, sem esquecer de mastigar 100 vezes cada bocadinho de comida. Fazendo as contas, só no comer lá se vão 5 horas. Ah!, e depois de cada refeição é preciso lavar os dentes, ou seja: depois do Actimel e das fibras lava os dentes, depois da maçã lava os dentes, depois da banana lava os dentes... e por aí afora se ainda te sobrarem dentes na boca, sem esquecer de usar o fio dental, massajar as gengivas e bochechar com um elixir oral. É melhor fazer obras, ampliar a casa de banho e meter um leitor de CD's, porque vais passar muitas horas lá dentro.

É necessário dormir 8 horas e trabalhar outras 8, mais as 5 necessárias para comer, tudo isto dá 21 horas. Sobram-te 3 e reza para que não haja trânsito. De acordo com as estatísticas, vemos televisão 3 horas por dia... Pois é, mas não se pode, porque todos os dias devemos fazer uma caminhada de pelo menos meia hora (por experiência própria: depois de 15 minutos volta para trás, senão a meia hora torna-se uma).

É preciso saber conservar as amizades porque estas são como as plantas, devemos regá-las todos os dias. E até quando vais de férias, suponho. Além disso, temos de nos manter informados e ler pelo menos 2 jornais e um par de artigos de revistas, para desenvolver uma consciência crítica.

Ah!, devemos ter relações sexuais todos os dias, mas sem cair na rotina: é preciso ser inovador, criativo e renovar a sedução. Para tudo isto é preciso tempo. E sem falar do sexo tântrico (a propósito, relembro que é preciso lavar os dentes depois de se comer qualquer coisa). Devemos também arranjar tempo para limpar a casa, lavar a louça, a roupa e já nem digo nada se tivermos animais de estimação ou... FILHOS!!

Em suma, para abreviar, as contas dão 29 horas por dia. A única hipótese que me ocorre é fazer várias coisas ao mesmo tempo. Por exemplo: tomas banho com água fria e com a boca aberta, assim bebes os 2 litros de água. Enquanto sais do banho com a escova de dentes na boca, fazes amor (tântrico) com o teu/tua companheiro(a), que no entretanto vê televisão e te conta as notícias, enquanto aproveitas para limpar a casa.

Ainda te sobra uma mão livre? Telefona aos teus amigo! E aos teus pais!

Bebe o vinho (depois de telefonar aos teus pais, vais precisar). O Actimel com a maçã é o teu/tua companheiro(a) que to pode meter na boca, enquanto ele(a) come a banana com as fibras e amanhã trocam. E ainda bem que já somos crescidos, senão ainda deveríamos tomar um suplemento extra de cálcio todos os dias. 

Uuuuf!

Se ainda te sobrarem 2 minutos, informa por mail destes importantes procedimentos os teus amigos (que devemos regar como as plantas) e fá-lo enquanto comes uma colherada de um qualquer suplemento de Magnésio, que faz mesmo muito bem.

Agora deixo-te, porque entre o iogurte, a maçã, a cerveja, o primeiro litro de água e a terceira refeição do dia com a dose diária de fibras, já não sei que raio estou a fazer neste momento, mas sinto que tenho de ir urgentemente sentar-me na sanita. Assim até aproveito para lavar os dentes!

Uma saudação especial para os homens e mulheres modernos!




- email enviado por uma amiga.

Thursday, February 4, 2010

Definição da Semana


A reputação é o perfume da prosperidade.

- Agustina Bessa Luís

Monday, February 1, 2010

Escândalo da Semana (artigo censurado - clique aqui)


O Fim da Linha

Mário Crespo
Terça-feira dia 26 de Janeiro. Dia de Orçamento. O Primeiro-ministro José Sócrates, o Ministro de Estado Pedro Silva Pereira, o Ministro de Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão e um executivo de televisão encontraram-se à hora do almoço no restaurante de um hotel em Lisboa. Fui o epicentro da parte mais colérica de uma conversa claramente ouvida nas mesas em redor. Sem fazerem recato, fui publicamente referenciado como sendo mentalmente débil (“um louco”) a necessitar de (“ir para o manicómio”). Fui descrito como “um profissional impreparado”. Que injustiça. Eu, que dei aulas na Independente. A defunta alma mater de tanto saber em Portugal. Definiram-me como “um problema” que teria que ter “solução”. Houve, no restaurante, quem ficasse incomodado com a conversa e me tivesse feito chegar um registo. É fidedigno. Confirmei-o. Uma das minhas fontes para o aval da legitimidade do episódio comentou (por escrito): “(…) o PM tem qualidades e defeitos, entre os quais se inclui uma certa dificuldade para conviver com o jornalismo livre (…)”. É banal um jornalista cair no desagrado do poder. Há um grau de adversariedade que é essencial para fazer funcionar o sistema de colheita, retrato e análise da informação que circula num Estado. Sem essa dialéctica só há monólogos. Sem esse confronto só há Yes-Men cabeceando em redor de líderes do momento dizendo yes-coisas, seja qual for o absurdo que sejam chamados a validar. Sem contraditório os líderes ficam sem saber quem são, no meio das realidades construídas pelos bajuladores pagos. Isto é mau para qualquer sociedade. Em sociedades saudáveis os contraditórios são tidos em conta. Executivos saudáveis procuram-nos e distanciam-se dos executores acríticos venerandos e obrigados. Nas comunidades insalubres e nas lideranças decadentes os contraditórios são considerados ofensas, ultrajes e produtos de demência. Os críticos passam a ser “um problema” que exige “solução”. Portugal, com José Sócrates, Pedro Silva Pereira, Jorge Lacão e com o executivo de TV que os ouviu sem contraditar, tornou-se numa sociedade insalubre. Em 2010 o Primeiro-ministro já não tem tantos “problemas” nos media como tinha em 2009. O “problema” Manuela Moura Guedes desapareceu. O problema José Eduardo Moniz foi “solucionado”. O Jornal de Sexta da TVI passou a ser um jornal à sexta-feira e deixou de ser “um problema”. Foi-se o “problema” que era o Director do Público. Agora, que o “problema” Marcelo Rebelo de Sousa começou a ser resolvido na RTP, o Primeiro Ministro de Portugal, o Ministro de Estado e o Ministro dos Assuntos Parlamentares que tem a tutela da comunicação social abordam com um experiente executivo de TV, em dia de Orçamento, mais “um problema que tem que ser solucionado”. Eu. Que pervertido sentido de Estado. Que perigosa palhaçada.
Nota: Artigo originalmente redigido para ser publicacado hoje (1/2/2010) na imprensa.

Frase da Semana


Se raspar a superfície de um típico conselho de administração, verá que não passamos de homens das cavernas de pasta, desejosos de que algum homem sábio nos venha contar histórias.

– Alan Kay


Atirador da Semana

Mapa da Semana


View Empresas de Rolhas in a larger map

Empresa da Semana