Wednesday, October 15, 2008

Trecho Literário do Dia


Casa Dividida

Julgava a sua solidão dulcíssima e como a coisa que mais desejava; e, todavia, chegava agora à nova conclusão de que a solidão só é doce para um homem quando o liberta de presenças enfadonhas e indesejadas, e deixa de ser doce quando se descobrem presenças queridas.
(…)
O seu famoso marido observava-a sem preocupações nem ciúme, já que, por mais bonito que o outro pudesse ser, ele ainda se julgava mais, e mais digno de ser preferido por qualquer mulher, sobretudo por aquela que escolhera. Amava-se excessivamente a si próprio para sentir ciúmes.

- Pearl S. Buck

Post a Comment