Saturday, May 21, 2016

A Justiça sem Juízos

Não será apropriado consentirmos que as nossas reacções sejam motivadas por indignação, revolta ou vitimização. Esses sentimentos resultam de juízos inadequados, em que nos perspectivamos como superiores aos seres que connosco interagem. Actuando dessa forma não desenvolvemos o esforço necessário para aprendermos a lição de vida que temos pela frente e ainda criamos mais desequilíbrios que, mais cedo ou mais tarde, se voltarão contra nós.


- Luís Portela
Post a Comment